Tecnologia

Um dia na vida de um comprador conectado

É sábado, mas Dylan já está estressado. Sua esposa está trabalhando, e irão receber alguns amigos em casa. Ele precisará pegar aperitivos e bebidas, limpar o apartamento e passear com Baxter, o cachorro deles. Além disso, percebe que precisa de algo novo para usar – então não pode perder tempo.

Antes de entrar no carro, Dylan pede tudo o que precisa do supermercado por meio de seu laptop, através do perfil do cliente de sua família no site da loja, que o lembra de itens frequentemente comprados. Então, ele facilmente arrasta e coloca sua lista no carrinho online. Para poupar tempo, seleciona a opção “pick-up” na calçada e define sua chegada entre 15h30 e 16h. Ele espera que isso dê a si mesmo um pouco mais de tempo para parar na loja de departamentos, a fim de escolher uma roupa nova para a noite.

Ao sair, uma notificação é exibida no painel digital de seu carro, que está vinculado ao seu telefone. É uma atualização do aplicativo do cliente da mercearia, permitindo que Dylan saiba que seu pedido estará pronto para retirada, quando ele chegar. Poucos minutos depois, ele estaciona na loja de departamentos. Ao entrar, a solução de rede na loja reconhece automaticamente o telefone de Dylan e conecta-o facilmente ao wi-fi. Outra notificação é exibida em seu telefone: é uma mensagem do aplicativo do cliente da marca de varejo, dando boas-vindas a ele e fornecendo uma lista de ofertas personalizadas.

Aproveitando o wi-fi e as tecnologias baseadas em localização para uma experiência aprimorada na loja

À medida que os varejistas se esforçam para encontrar maneiras novas e impactantes de melhorar a experiência do cliente e otimizar suas operações, eles estão recorrendo a tecnologias inovadoras para obter respostas. As soluções de rede de TI, a mesma tecnologia que suporta as operações do dia-a-dia da empresa, também podem atender às expectativas de mobilidade do comprador conectado de hoje e, por fim, oferecer uma experiência aprimorada na loja.

Isso inclui disponibilizar aos clientes acesso à conectividade wi-fi segura e rápida enquanto estiverem na loja ou entender como eles se movimentam e interagem em seu ambiente. A partir desses insights, os varejistas podem segmentá-los de maneira contextual e personalizada com serviços ou mensagens baseados na localização, gerando mais valor para aumentar as conversões e impactar positivamente a receita.

Dylan “aceita” a notificação para visualizar o menu personalizado de opções selecionadas pela loja de varejo e adaptadas a seus hábitos de compra, preferências e lealdade. Ele construiu pontos de marca com suas compras recentes na loja e on-line, ganhando um cupom eletrônico de 20%. Ele gostaria de usá-lo hoje, então ele aceita “aceitar” e o cupom é salvo em seu aplicativo.

Ele também é notificado de que há uma venda de shorts e meias de ginástica. Como ele comprou o material esportivo da mesma marca anteriormente, a loja sugere esses itens como sendo de seu interesse. Dylan não precisa de meias, mas ele gostaria de outro par de shorts de ginástica, mas, infelizmente, ele não tem certeza de onde os produtos estão localizados. É uma loja de departamentos maior, com vários setores e alguns andares. Ele clica na promoção dos curtas com desconto para saber mais e vê onde os itens estão localizados. Através da funcionalidade wayfinding na aplicação da loja, Dylan recebe o melhor percurso possível para chegar aos calções de ginástica.

Experiências personalizadas e omnichannel no varejo
Uma experiência personalizada do cliente é essencial para o sucesso da loja de varejo. Por ter uma mentalidade ágil e inovadora, que pode se apresentar como uma maior frequência para novas ofertas, os varejistas podem se conectar com os compradores em vários vetores e deixá-los “querendo mais”. Quando os varejistas apresentam momentos experimentais diferentes ou especiais para os compradores, eles são mais dispostos a retornar e mais propensos a desenvolver uma conexão mais forte entre a marca e o cliente.

Uma das maneiras mais eficazes de fazer isso é por meio da personalização que complementa as práticas de engajamento on-line,proporcionando uma experiência consistente e conectada em todos os canais de engajamento, incluindo aplicativos on-line, sociais, de clientes e muito mais!

Com a ajuda do aplicativo, Dylan localiza facilmente os shorts. Ele gosta deles! No entanto, ele não consegue encontrar um par no seu tamanho. Talvez haja mais opções no outback? Olhando em volta, ele não vê nenhum associado da loja imediatamente em sua área e, por isso, clica na opção “Tocar para assistência” para obter ajuda. Alguns momentos depois, Amy, a associada mais próxima do departamento, chega perto de Dylan e pergunta como pode ajudá-lo.

Ele pergunta a Amy se há algum short de ginástica de tamanho “grande”. Ela tem seu tablet emitido pelo empregador à mão e rapidamente digitaliza a tag para verificar o estoque disponível. Parece que há mais alguns casais no outback! Amy deixa Dylan momentaneamente e retorna com um par de shorts de ginástica com desconto em seu tamanho. Agradecendo Amy, ele retorna à sua tarefa original – buscar um novo par de calças e uma nova camisa.

Ele navega um pouco na área de calças masculinas da loja e reduz para três ou quatro opções. Dylan está com problemas para escolher. Suas opções restantes têm aparência e ajuste semelhantes, então ele observa mais de perto os rótulos das prateleiras digitais em cada par. Eles exibem eletronicamente o preço de lista, bem como os descontos. Não há descontos notáveis, então ele confere as classificações de produtos que também incluem nas prateleiras digitais, com base nos comentários dos clientes enviados on-line. Isso torna a vida (e a decisão de Dylan) muito mais fácil: o par de Levi’s é a única opção que tem uma classificação de mais de 4 estrelas em 5, então ele a coloca em sua cesta da loja.

Soluções para etiquetagem de prateleiras eletrônicas

A ESL (Electronic Shelf-Labeling, etiquetagem de prateleira eletrônica) aumenta a experiência na loja para os clientes, ao mesmo tempo em que fornece uma solução flexível e escalável para os varejistas se manterem competitivos na economia atual. A ESL oferece uma série de benefícios, incluindo: precificação sem papel, que permite que os preços sejam atualizados de forma autônoma com as mudanças das condições de mercado, economizando um gasto considerável na impressão de etiquetas e no tempo gasto na atualização manual das novas etiquetas, além de reduzir os custos indiretos associados a etiquetas de papel tradicionais.

A ESL permite preços dinâmicos ou a capacidade de avaliar produtos com base em fatores internos e externos. Isto ajuda as empresas a acompanhar as tendências do mercado e os preços dos concorrentes e permite ainda que aumentem as vendas estagnadas durante períodos lentos ou elevem facilmente os preços dos produtos para maximizar as margens.

A ESL também aprimora as experiências de compra em uma loja individual e, para marcas com vários locais, os clientes recebem uma experiência consistente. Algumas soluções de ESL podem recomendar compras similares, “frequentemente adquiridos juntos”, além de incluir revisões de produtos embutidas – casos de uso que complementam o que os compradores estão acostumados, enquanto fazem compras on-line.

Dylan ainda quer comprar uma camisa nova, então ele corre para o departamento de camisas sociais dos homens. Há um número esmagador de escolhas, e Dylan é um pouco exigente quando se trata de sua seleção de camisa. Ele também não tem tempo para voltar à loja para uma troca. Então, rapidamente examina as camisas ao redor dele, escolhe algumas opções promissoras e procura um espelho para ver como elas se parecem. Ele percebe que esse espelho é um pouco diferente; é uma tela sensível ao toque com um menu de opções e ações no lado direito e um scanner de produtos embutido na parte inferior.

É um espelho de realidade aumentada, permitindo que clientes como Dylan visualizem e naveguem como o vestuário fica, mesmo sem experimentar os produtos. A loja conseguiu implementar essa tecnologia inovadora devido ao seu recente investimento em inteligência artificial, que descarregou uma quantidade substancial de suas tarefas operacionais e de rotina, consumindo recursos valiosos de tempo, orçamento e pessoal.

Inteligência artificial e machine learning
Os varejistas enfrentam o desafio de apoiar locais distribuídos em diferentes regiões, sejam lojas físicas ou instalações de transporte e logística que conduzem a cadeia de fornecimento da organização. Ambas as entidades são de missão crítica para os varejistas. Portanto, garantir tempo de operação e eficiência constantes é fundamental. Dito isso, o Gartner sugere que aproximadamente 80% dos orçamentos sejam gastos em tarefas cotidianas de “nível de manutenção”.

Isso torna o dedicar tempo e recursos em projetos inovadores incrivelmente desafiadores. Empresas de varejo podem receber um impulso ao aumentar a inteligência humana com inteligência artificial e machine learning, pois são tecnologias que ajustam de forma independente soluções de rede de TI críticas (suportando ambientes de varejo) para condições variáveis e cenários imprevisíveis, permitindo que os varejistas descarreguem tarefas rotineiras para se concentrar no que realmente importa.

Instintivamente, Dylan escaneia uma das etiquetas da camisa. A imagem da camisa em sua mão é preenchida automaticamente na tela, mostrando como ela fica, sem experimentá-la. Ele percebe facilmente que não é a camisa adequada para ele e escaneia mais um par. A terceira camiseta que ele digitaliza, um botão xadrez azul e branco, é exatamente o que ele estava procurando e entra em sua cesta, enquanto se dirige para o caixa. No check-out, Dylan usa o cupom de 20% de desconto enviado ao seu telefone para a camisa de abotoar. Depois que os shorts, as camisetas e as calças de ginástica são escaneados, o funcionário também examina o aplicativo da marca de Dylan, para pagar pelos itens e adicionar pontos de fidelidade ao perfil do cliente.

Como ele está saindo da loja, recebe mais uma notificação em seu telefone: é o aplicativo da loja, informando que o recibo eletrônico de suas compras está em sua caixa de entrada.

São apenas 3h45 da tarde, quando Dylan deixa a loja de departamentos, dando-lhe muito mais tempo do que ele esperava. Ao dirigir-se ao estacionamento da mercearia e à seção “pick-up”, um associado é notificado de sua chegada e mostra seus itens pré-encomendados. Dylan sai do carro e ajuda o funcionário a carregar as compras no baú. Tendo já pago por tudo no aplicativo, ele simplesmente agradece ao associado, entra em seu carro e vai para casa. Agora ele só tem que limpar o apartamento e andar com Baxter. Com o tempo que ele ganhou, correndo para as lojas, talvez ele leve o cão para sua trilha favorita nas proximidades.

Conteúdos relacionados:

Sobre a Extreme Networks

A Extreme Networks, Inc. (EXTR) oferece soluções de rede impulsionadas por software que ajudam os departamentos de TI de empresas em diversas partes do mundo. Com isso, conseguimos fornecer o resultado comercial que mais nos interessa: conexões sólidas com clientes, sócios e colaboradores. Seja por meio de cabo ou rede sem fio, de escritório a

centro de dados ou por meio de nuvem, fazemos o possível para que nossos clientes – espalhados em mais de 80 países – tenham 100% de assistência técnica. Fundada em 1996, a Extreme tem sua sede em San José, na Califórnia.

Extreme Networks, ExtremeWireless, ExtremeManagement, ExtremeAnalytics e o logotipo da Extreme Networks são marcas comerciais registradas pela Extreme Networks, Inc. nos Estados Unidos da América e em outros países. Outras marcas comerciais são propriedades de seus respectivos donos.

 

Pedro Thomaz

pedro.thomaz@midiaria.com 

(11) 2729-8617

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo