Tecnologia

Stefanini Rafael oferece soluções de sensoriamento remoto

Para garantir maior transparência e agilidade aos processos de fiscalização referentes às operações de crédito rural, existe uma resolução específica do Banco Central, a de nº 4.427 de 25 de junho de 2015, que autoriza a utilização de imagens obtidas por sensoriamento remoto para realizar o registro histórico e o acompanhamento de todas as etapas do plantio. Por meio delas é possível acompanhar todo o processo, diferente da metodologia tradicional de fiscalização ‘in loco”, que registra a situação somente no dia da visita ao local.

Com o objetivo de auxiliar nesta fiscalização para o cumprimento do decreto do Banco Central, a Stefanini Rafael, joint-venture entre a Stefanini e a israelense Rafael, oferece soluções como o Imisight, um sistema multitarefa inovador, que conta com as mais avançadas tecnologias de aquisição e processamento de imagens, fazendo uso de uma grande variedade de sensores, em diferentes formatos, sobre uma plataforma GIS, de interface amigável e de fácil utilização.

Também utiliza as mais avançadas técnicas de Processamento de Imagens Digitais com uso de ferramentas de aprendizado de máquina (Deep Learning) e técnicas de classificação e interpretação automáticas, conforme a necessidade do cliente final.

O Imisight permite a gestão de múltiplos usuários para o monitoramento de propriedades rurais espalhadas por todo o território nacional, que são cadastradas no sistema. A forma de monitoramento poderá ser definida conforme a necessidade – monitoramento remoto, acompanhamento do plantio, estimativa de safra, classificação automática de talhões, entre outros.

“O Imisight cumpre com os requisitos do Banco Central por meio da análise automática de imagens de média resolução e com a geração do relatório de acompanhamento. O sistema realiza a coleta de imagens em uma periodicidade muito maior que a exigida pelo decreto, que define somente três períodos específicos para a análise do plantio, que incluem desenvolvimento vegetativo inicial, desenvolvimento vegetativo pleno e o estágio final da maturação. As análises são apresentadas na forma de gráficos (dashboard), sendo que um relatório final é gerado ao final do monitoramento da propriedade para arquivo, conforme exigido pelo decreto”, explica Marco Alexandre Rodrigues, da área de pré-vendas da divisão de Segurança e Inteligência da Stefanini Rafael.

Além deste monitoramento, o Imisight permite implementar as análises com imagens de alta resolução, que podem ser agendadas e carregadas ao sistema de forma automática. Ao contemplar o que não ficou visível nas imagens de média resolução, a tecnologia amplia a confiabilidade nas análises visuais das características de cada propriedade – número de plantas e a saúde de cada uma delas com base na coloração das folhas, estresse hídrico, falhas de irrigação e, principalmente, detecção de fraudes no processo produtivo.

O sistema possibilita ainda o uso de imagens de vários satélites de forma simultânea. Esta é uma característica opcional do sistema, pois cada fornecedor possui uma regra de assinatura para o acesso direto e contínuo de seu acervo de imagens.

Toda a gestão das propriedades, imagens carregadas no sistema, classificação automática dos talhões, histórico, análise e relatórios são armazenados para facilitar o acesso e a análise de cada propriedade de forma individual e personalizada, permitindo a gestão de centenas de propriedades simultaneamente, em tempo real, de maneira organizada e dentro da legislação em vigor.

“Nossa solução utiliza inteligência geográfica para ações preditivas e preventivas em relação a fraudes no processo. Desta forma, os bancos podem minimizar os riscos no fornecimento de crédito rural e, em paralelo, permitir maior transparência no processo de acompanhamento, fiscalização e histórico dos empréstimos efetuados”, complementa Leidivino Natal da Silva, CEO da Stefanini Rafael.

Atualmente, os bancos que não utilizam sensoriamento remoto precisam manter a fiscalização presencial, o que torna o processo mais lento e caro, além de sujeito a falhas. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a contratação de crédito rural incluindo PRONAF, até março deste ano, soma R$ 129 bilhões, considerando dados de julho de 2018 a março deste ano. “Os números mostram o tamanho do mercado de crédito rural no Brasil e o movimento das áreas correlatas à agricultura e pecuária que movimentam toda esta engrenagem”.

 


DFREIRE Comunicação e Negócios
Tel: (+ 55 11) 5105-7171
Eline Menezes – eline@dfreire.com.br

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

5 Comentários

  1. Pingback: download vinci
  2. Pingback: Mitchell Brownlie
  3. Pingback: klik link ini
Fechar