ServiçosTecnologia

Repetro-Sped associado a outros regimes especiais pode reduzir custos das empresas de Óleo e Gás em até 40%

De acordo com levantamentos realizados pela Becomex - empresa de consultoria e tecnologia especializada na área tributária, fiscal e aduaneira – é possível reduzir em até 40% o custo industrial das empresas de Óleo e Gás, a partir da gestão integrada, associando o Repetro-Sped com os demais Regimes Especiais, como Drawback, Recod-Sped, Reintegra, entre outros.

O Repetro-Sped é um regime aduaneiro especial que desonera o investimento de exploração e produção de petróleo e gás natural, até 2040, possibilitando a importação e aquisição no mercado interno de mercadorias com suspensão de tributos e outros incentivos.

A lei 13.586/2017 instituiu dois novos regimes tributários/aduaneiros. O primeiro regime novo, Repetro-Sped derivado do já existente na legislação anterior, passa a permitir a importação definitiva dos bens aplicados nas atividades de exploração e produção com suspensão dos tributos federais existentes.

O segundo regime, nomeado Repetro-Industrialização, autoriza a aquisição local e a importação de matérias-primas, materiais de embalagem e produtos intermediários com suspensão dos tributos federais (II, IPI, PIS/COFINS importação) e incidência do ICMS à alíquota de 3%., quando esses bens são utilizados na fabricação de produtos destinados à indústria de petróleo e gás natural nacional.

A novidade do regime, a partir da publicação do decreto 9.537/18, é que os contribuintes precisarão se habilitar na Receita Federal para usufruir dos benefícios concedidos pelo Repetro-Industrialização. Isso também beneficia o fabricante intermediário, aquele que importa mercadorias e industrializa produtos fornecidos diretamente a empresas fabricantes dos produtos destinados às atividades de exploração e produção de petróleo e gás.

Além disso, também ficou determinado que os resíduos de produção podem ser destinados ao mercado interno. Nesse caso, será necessário efetuar o recolhimento dos tributos incidentes na operação de venda desses resíduos. O prazo de migração dos bens admitidos no Repetro para o Repetro-Sped foi estendido para 30 de junho de 2019.

 

Porém, alguns pontos sobre a utilização do Repetro-Industrialização ainda não foram esclarecidos, como:

1-A possibilidade de locação dos bens fabricados no Brasil por contribuinte habilitado no Repetro-industrialização;

2-A restrição dos bens sujeitos ao regime;

3-A apresentação de garantia ou de termo de responsabilidade por parte dos contribuintes.

“É importante ressaltar que ainda assim, o regime diminui a burocracia, melhora nos procedimentos e incentivos para atrair investimentos no setor. Por uma metodologia exclusiva e tecnológica de gestão integrada de benefícios é possível reunir as melhores oportunidades para o setor e fazer o aproveitamento completo dos benefícios concedidos pelos regimes especiais”, destaca o diretor da divisão de negócios do RECOF-SPED da Becomex, Gustavo Felizardo.

Sobre a Becomex

A Becomex é uma empresa de consultoria e tecnologia especializada nas áreas tributária, fiscal e aduaneira. Com profissionais altamente capacitados e metodologia exclusiva, contribui para tornar as empresas mais competitivas e lucrativas, sem correr riscos. Com 12 anos de atuação, atende mais de mil clientes de diversos segmentos, como: Grupo Votorantim, Tramontina, Toyota, Renault, GM, Grupo Volksvagen, Dell, Nestlé, Ford, entre outras. Está presente em nove estados brasileiros e no Distrito Federal, com mais de 450 colaboradores. www.becomex.com.br

 

[metaslider id=19407]

 

Becomex | Informações para Imprensa:
PitchCom Comunicação Isadora Leone | (11) 98445-3985 – isadora.leone@pitchcom.com.br Andrea Cipriano| (11) 99151-2328 – andrea.cipriano@pitchcom.com.br Paula Araujo | (11) 99540-9968 – paula.araujo@pitchcom.com.br

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo