Saúde

Câncer Ósseo: Tipos, sintomas e tratamentos

Julho amarelo alerta para a doença rara. Diagnóstico precoce e terapia adequada aumentam as chances de cura

As células do nosso organismo estão em constante multiplicação para a renovação da pele, glóbulos vermelhos do sangue e até mesmo o tecido ósseo. Porém, quando essa produção celular acontece em volume maior do que o necessário, forma-se um tumor que pode ser benigno ou maligno, dependendo do seu tipo celular. Apesar de raro, essa célula cancerígena pode cair na corrente sanguínea e se alojar nos ossos, formando o câncer ósseo.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC), no Brasil surgem aproximadamente 2,7 mil novos casos de câncer ósseo por ano. Segundo o Dr. Pedro Péricles, oncologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, ainda que represente apenas 1% dos casos, a doença é perigosa e necessita de diagnóstico e tratamento precoces para aumentar as chances de cura. “O câncer pode se desenvolver diretamente no aparelho locomotor – ossos, músculos, vasos, nervos, articulações – ou por metástase de tumores localizados em outros órgãos como mama, pulmão, próstata, entre outros. Não existem fatores de risco diretamente relacionados ao desenvolvimento da doença. Por isso, a causa ainda é desconhecida”, explica o médico.

Tipos

Os tumores ósseos mais comuns são o Osteossarcoma, Condrossacoma, Sarcoma de Ewing, Lipossarcoma, entre outros. De acordo com o especialista, existem vários tipos sendo que cada um possui características próprias de surgimento pela faixa etária. “Por exemplo, o Sarcoma de Ewing é mais frequente em crianças, o Osteossarcoma nos adolescentes e o Condrossarcoma na fase adulta”, detalha Péricles.

Sintomas

Dor, inchaço, calor local e com o passar do tempo alguma limitação no movimento, podendo até ocorrer fratura decorrente da lesão óssea.

Diagnóstico

O câncer ósseo pode ser diagnosticado através do histórico de vida e exame clínico, e a partir dessas avaliações, são solicitados os exames complementares e específicos. “Os principais são o hemograma para dosagens de cálcio e fósforo e do PSA, e de imagem, como a radiografia, mapeamento ósseo, ressonância magnética e biópsia”, conta o médico.

Tratamentos

A forma de tratar a lesão óssea varia de acordo com a localização do tumor, idade, intensidade do comprometimento do tecido e outros detalhes exclusivos de cada caso. “Os métodos podem incluir apenas um tipo de terapia ou necessitar de associações de cirurgia, quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia. Entretanto, as melhores chances de cura estão nos casos de diagnóstico precoce”, finaliza o especialista.

Rede de Hospitais São Camilo

A Rede de Hospitais São Camilo é composta por quatro hospitais modernos em São Paulo. Três ficam nos bairros da Pompeia, Santana e Ipiranga, capacitados para atendimentos eletivos, de emergência e cirurgias de alta complexidade, como transplantes de medula óssea. Por sua vez, a Unidade Granja Viana é uma instituição Camiliana dedicada à assistência e saúde com atenção especial aos pacientes em cuidados continuados em reabilitação, crônicos ou paliativos. Suas instalações serão ampliadas brevemente com o objetivo de atender de forma abrangente a comunidade da região. O projeto prevê a construção de um complexo hospitalar com atendimentos de urgência, emergência, centro médico e diagnóstico para diversas especialidades. Excelência médica, qualidade diferenciada no atendimento, segurança, humanização e expertise em gestão hospitalar são os principais pilares de atuação. Hoje, a Rede de Hospitais São Camilo presta atendimento em mais de 60 especialidades, oferece ao todo 736 leitos e um quadro clínico de mais de 6,8 mil médicos qualificados. As unidades possuem importantes acreditações internacionais, como a Joint Commission International (JCI), renomada acreditadora dos Estados Unidos reconhecida mundialmente no setor e a Acreditação Internacional Canadense. A Rede de Hospitais São Camilo faz parte da Sociedade Beneficente São Camilo, uma das entidades que compreende a Ordem dos Ministros dos Enfermos (Camilianos), uma entidade religiosa presente em mais de 30 países, fundada pelo italiano Camilo de Lellis, há mais de 400 anos. No Brasil, desde 1928, a Rede conta com expertise e a tradição em saúde e gestão hospitalar.

Informações à imprensa: Máquina Cohn & Wolfe

Imprensa.saocamilo@maquinacohnwolfe.com

+55 11 2972 8090 | +55 11 3147 7418 / 7909 | c: +55 11 9 7066 0089

 

 

image.png
wanessa miranda | public relations
máquinacohn&wolfe | dig deeper. imagine more.
(11) 2972-8090 / (11) 3147-7418 | c: (11) 97066-0089
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo