GeralServiços

Aposentadoria em segundo plano: iniciar uma carreira profissional na maturidade é realidade cada vez mais frequente

Pessoas com mais de 50 anos estão repensando seus planos para a chamada “terceira idade” e apostado em novas experiências, como iniciar em um novo ramo de trabalho.

A permanência de profissionais maduros no mercado de trabalho está cada vez mais frequente. Se antes a chegada à faixa dos 50, 60 anos era sinônimo do início do planejamento da aposentadoria, hoje a situação é diferente: ao invés de encerrar uma carreira, muitas pessoas estão se reinventando e até mesmo iniciando atividades em um novo ramo.

Esse movimento também tem sido fomentado pelo próprio mercado. A valorização dos profissionais mais experientes e de sua bagagem de conhecimento é uma tendência que chega com força ao Brasil, a partir de movimento já experimentado em outros países. Os maduros vêm se tornando até mesmo alvo de empresas para contratações estratégicas, visto que já está comprovado que a integração entre profissionais de diferentes faixas etárias, em um mesmo grupo de trabalho, favorece o crescimento da equipe e dos resultados como um todo.

Para Deise Chamorro, co-founder da MaturiLAB – consultoria em maturidade e mercado de trabalho, a presença de pessoas com mais idade em uma equipe pode trazer muitos benefícios a empresas, sejam elas de maior ou menor porte. “Podemos enfatizar que com a presença de pessoas mais maduras no ambiente de trabalho, o dia a dia pode vir a se tornar mais calmo. A experiência que essas pessoas podem passar aos mais novos, só tende a melhorar o rendimento”, afirma.

 

Monica Riffel, também co-founder da MaturiLAB, destaca que muitas empresas já estão criando, inclusive, programas específicos de contratação de seniors. “A contratação de profissionais maduros é um movimento sem volta, que traz à empresa uma série de valores”, afirma a especialista. Segundo dados de IBGE, o número de idosos no Brasil vai triplicar nos próximos 40 anos e chegará a 66,5 milhões de pessoas em 2050, representando 29,3% da população.

MATURILAB

O MaturiLAB desenvolve projetos sob o viés da maturidade, com o objetivo de inspirar pessoas e empresas a se adequarem à nova realidade demográfica que mudará a forma de promover a gestão de pessoas nas organizações, bem como a elaboração de bens e serviços que deverão igualmente se ressignificar e se adaptar para atender a esse novo modelo social longevo. A empresa é comandada pelas sócias Mônica Riffel e Deise Chamorro, ambas com ampla experiência na área de gestão de pessoas.

Samela
camejo@camejo.com.br 
(51) 99844-1641

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo