Educação

Colégio Bandeirantes mapeia cultura digital da comunidade escolar

Pesquisa identifica que os nativos digitais demandam capacitação por programas e aplicativos de edição de texto, planilhas de cálculos etc.

O Colégio Bandeirantes realizou uma pesquisa para analisar a cultura de digital da instituição com alunos, professores, funcionários e responsáveis. O estudo abrangeu 2052 alunos, 180 professores e funcionários e 642 responsáveis.

Entre os resultados, o estudo identificou que os alunos, apesar de serem nativos digitais, demandam por capacitação técnica em ferramentas de trabalho como o Pacote Office (Word, Excel e PowerPoint). Ao todo, 47% acha muito necessário um curso de Word e 36% ferramentas de edição de vídeo, por exemplo. “É possível constatar que embora haja uma maior familiaridade com o universo digital, os jovens precisam do apoio da escola para explorar todo o potencial das soluções que existem no mercado”, analisa Emerson Bento Pereira, Diretor de Tecnologia Educacional do Colégio Bandeirantes.

Os resultados mostram que 92% dos jovens acessam a rede mais de uma vez por dia e 86,1% possuem perfil nas redes sociais.  Analisando o uso da internet para fins pedagógicos, a maioria dos estudantes fazem pesquisas para escola (94%), trabalhos em grupo (92%), trabalhos em geral (91%) e lição de casa (84%). “Existe um potencial para explorar com maior intensidade os jogos e até mesmo cursos on-line”, avalia Pereira.

Entre o universo de pais e responsáveis, 66% consideram necessário aprender mais sobre Excel, por exemplo, e 61% gostariam que os filhos aprimorassem conhecimentos sobre ética e cidadania digital. “Percebe-se que há uma preocupação para o uso responsável do universo digital e um olhar para o mercado de trabalho”, considera o diretor de tecnologia educacional.

Na opinião da maioria dos estudantes, o Bandeirantes está se tornando uma escola digital. A instituição possui hoje o tablet como material didático obrigatório no ensino fundamental e médio, o material didático é disponibilizado no ambiente virtual, o relacionamento entre aluno, professor, escola e pais é concentrado em uma plataforma, que permite não apenas interações pedagógicas, mas também controle em tempo real dos pais. Cerca de 3 mil dispositivos estão conectados diariamente simultaneamente na rede WiFi da instituição. “Hoje, ao entrar em uma sala de aula é comum encontrar alunos com seus dispositivos interagindo com professores e colegas. Na biblioteca, vemos estudantes com tablet, notebook, livros e celulares. Tudo se conecta e a escola tem um papel essencial na curadoria e orientação do uso dessas soluções da forma mais eficiente e responsável”, conclui.

Informações para Imprensa
Veridiana Novaes
3147 – 7470
colband@maquinacohnwolfe.com

 

image.png
veridiana novaes | public relations
máquinacohn&wolfe | dig deeper. imagine more.
(11) 3147-7263
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo