Construção

Cai o número de ações por falta de pagamento de condomínio, diz Secovi-SP

Em junho, foram ajuizadas 798 ações de cobrança na capital paulista,
contra 879 processos no mês anterior

 
Levantamento realizado mensalmente pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo mostra que o número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa condominial caiu 9,2% em junho deste ano. No mês, foram ajuizadas 798 ações, contra as 879 registradas no mês anterior. Comparado a junho de 2018 (1.019 registros), o recuo foi de 21,7%.
Evolução mensal das ações condominiais por falta de pagamento
No acumulado do primeiro semestre deste ano, foram ajuizadas 4.918 ações, 16,4% a menos que as 5.886 ações registradas nos primeiros seis meses de 2018. Nos últimos 12 meses
(julho de 2018 a junho de 2019), foram protocoladas 10.022 ações, redução de 24,2% na comparação com o período anterior (julho de 2017 a junho de 2018), quando foram registradas 13.226 ações.

Sérgio Meira de Castro Neto, diretor de Condomínios do Secovi-SP, atribui essa redução aos acordos extrajudiciais. “Muitos síndicos, com o apoio da administradora, têm realizado um trabalho junto aos condôminos inadimplentes, os quais têm se mostrado receptivos para negociar amigavelmente, impedindo uma ação judicial que pode, inclusive, levar o seu imóvel à penhora”, afirma Meira.

Confira a íntegra do levantamento.

 
 
Assessoria de Comunicação:
Tels.: (11) 5591-1197 (Catarina Anderáos), 1256 (Rosana Pinto), 1188 (Leandro Vieira), 1189 (Shirley Valentin), 1253 (Maria do Carmo Gregório) e 1216 (Luciana Ferreira).
E-mail: aspress@secovi.com.br  
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo