ConstruçãoEconomia

Programas de financiamento facilitam compra de imóveis e projetam recorde de vendas em 2021

A realização do sonho da casa própria e o desejo do aumento do patrimônio continuam impulsionando os brasileiros para a compra de imóveis. Pela facilidade de pagamento com juros reduzidos em um prazo estendido, o financiamento através de programas sociais, como o Casa Verde e Amarela, é a opção escolhida pela maioria, o que deve fazer os números do mercado crescerem 27% em relação a 2020, segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Com os juros ainda em um dígito, o momento se apresenta como ideal para a compra, já que a expectativa indica aumento das taxas nos próximos anos. Para facilitar, construtoras como a Planet Smart City, que desenvolve cidades inteligentes inclusivas no Nordeste e projetos verticais em São Paulo, oferecem alternativas para os clientes, como a entrada parcelada.

“Sendo responsáveis pela execução da obra e pela venda, conseguimos oferecer condições especiais de pagamento, que aliadas às facilidades dos programas sociais, colaboram com a realização do sonho da casa própria para os nossos clientes. Dentro desse cenário, batemos recordes de vendas nos últimos meses e temos expectativas positivas para o restante do ano”, destaca a CEO da Planet Smart City no Brasil, Susanna Marchionni.

Moradora da Smart City Laguna, em São Gonçalo do Amarante, no Ceará, a empreendedora Carina Holanda e o esposo, Stephano Santos, apostaram no financiamento para a compra do primeiro imóvel, para garantir qualidade de vida com parcelas que cabem no orçamento: “Nos casamos há dois anos, estamos começando a nossa vida e procurávamos por uma opção financeiramente viável. Comprando nossa casa financiada, vivemos em um espaço seguro, com estrutura de alto padrão por um valor possível para a nossa família”, destaca.

Investindo no marketing digital para impulsionar as vendas on-line, a Planet seguiu a tendência do mercado imobiliário e driblou a crise financeira causada pela pandemia.

Com espaços compartilhados como cinema, coworking e biblioteca, por exemplo, a proptech consegue valorizar os imóveis enquanto amplia o alcance dos projetos pelo Brasil. “Além das cidades inteligentes inclusivas já construídas no Ceará e no Rio Grande do Norte, estamos com um projeto na reta final na Bahia e avaliando áreas em todo o país para colaborar com a redução do déficit habitacional oferecendo moradias de alto padrão por valores acessíveis”, afirma.

Sobre a Planet Smart City:

A empresa proptech Planet Smart City projeta e constrói cidades e bairros inteligentes inclusivos, que fornecem mais do que apenas residências. Com presença global no mercado imobiliário a preços acessíveis, tanto em mercados emergentes quanto nos desenvolvidos, a Planet melhora a qualidade de vida de seus moradores, aplicando sua experiência em integração de soluções inteligentes, tecnologias digitais, serviços e inovação social. Seus bairros inteligentes, sustentáveis e socialmente inclusivos são apoiados pelos serviços do Planet App, uma plataforma digital própria que permite que os moradores interajam entre si e com o bairro ao seu redor.

O grupo fundado em 2015 pelos especialistas imobiliários italianos Giovanni Savio e Susanna Marchionni é líder global em Cidades Inteligentes Inclusivas, e tem sede em Londres, com escritórios na Itália, Brasil, Reino Unido e India. A Planet está executando um ambicioso plano de expansão, que inclui o lançamento de 30 projetos no mundo até 2023.

A proposta única da Planet se tornou realidade no Brasil, onde estão sendo construídos  projetos horizontais – Smart City Laguna (CE), Smart City Natal (RN), Smart City Aquiraz (CE)  – e verticais na cidade de São Paulo, com mais de 2.500 apartamentos com o parceiro local InLoop com a marca Viva!Smart.

Mais informações em: www.planetsmartcity.com.br

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo