ComunicaçãoGeral

Reforma da Previdência, acordos comerciais e a necessidade de proteger o seu dinheiro: com a palavra, Mauro Morelli, sênior partner e estrategista da Davos.

Reforma aprovada, lição de casa feita, agora a economia vai voltar a crescer. É só isso mesmo?

“Infelizmente, não”, avisa Mauro Morelli, estrategista da Davos. “Apesar de o Brasil ter dado ontem um passo gigantesco ao aprovar a Reforma da Previdência, ainda temos um checklist de tamanho razoável para que o País recupere a preferência dos investidores internacionais”, assegura o especialista, que atua no mercado financeiro há quase 30 anos e tem experiência no Brasil e no exterior.

Morelli menciona, por exemplo, a necessidade de efetuar uma reforma tributária que simplifique a vida do empreendedor. “Também precisamos continuar apostando na agenda de desburocratização”, assinala.

Além disso, mais do que a Reforma da Previdência, o acordo de livre-comércio firmado recentemente entre a União Europeia e o Mercosul deverá influenciar fortemente a flutuação de preços das ações brasileiras e os rumos dos nossos investimentos internos. “Como temos pouca chance de competir com a indústria de ponta dos países europeus, devemos crescer na exportação de produtos de menor valor agregado, como bebidas, produtos lácteos e produtos agrícolas”, ele comenta. “No entanto, carecemos de infraestrutura para dar vazão à nossa produção. Também precisamos aprimorar nosso funcionamento tecnológico, inclusive no que se refere à proteção de dados. Esses fatores podem ajudar no impulsionamento das startups e das empresas de solução logística e construção civil”, conclui.

 

 

Ex-Libris Comunicação Integrada

Atendimento: Cláudio Camargo & Sílvia Lakatos

Avenida Paulista, 509 – Conjunto 602 – São Paulo – SP – Cep 01311-000

55 (11) 3266-6088 / 9 7299-1909

Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar