ComunicaçãoConstruçãoServiços

Profissionais do interior se destacam na CASACOR Minas Gerais

26ª CASACOR Minas, que pode ser conferida até 31 de outubro, conta com a participação de diversos profissionais do interior, contribuindo para ampliar a diversidade e a participação de representantes de diversas regiões do estado.

A CASACOR Minas vem ampliando cada vez mais as oportunidades para profissionais do interior.  Esta inclusive é a edição com o maior número de representantes de outras cidades, além da capital. Entre os 47 projetos que podem conferidos nesta edição, estão trabalhos assinados por escritórios sediados em cidades como Bom Despacho, Carangola, Divinópolis, Itaúna, Governador Valadares, Mariana, Morada Nova, Muriaé e Pará de Minas, que elegeram a mostra como forma de apresentar seus trabalhos para o grande público.

“A participação de profissionais de diversas regiões do estado contribui para geração de oportunidades, além de apresentar novos conceitos e trazer uma oxigenação para o mercado. A proposta da CASACOR Minas é retratar de forma justa e fiel o que nosso estado vem produzindo neste segmento e, por isso, consideramos importante incentivar esse diálogo com os profissionais de outras cidades”, incentiva Eduardo Faleiro, diretor de conteúdo e relacionamento da CASACOR Minas.

Sobre os projetos

Naturais de Morada Nova de Minas, a 318km de Belo Horizonte, os arquitetos Assis Humberto e Marcus Vinícius, do Studio Arquitetônico surpreendem com o Espaço (COM)VIVER. A proposta da dupla foi destacar bastante temas como ancestralidade e a sustentabilidade. Um dos destaques do ambiente fica por conta das paredes feitas com descartes de obra(inclusive da própria CASACOR). O revestimento foi executado por mulheres dos projetos Arquitetura na Periferia e Bioarquitetar, que coletaram em aterros, terras de diferentes tonalidades. A partir disso, desenvolveram uma espécie de tinta natural, que foi usada para revestir toda a parte externa e interna do ambiente, e chama a atenção pelo efeito único que evoca uma rusticidade atemporal. Acompanhando uma parte da fachada, um espelho mimetiza a construção, integrando-a à natureza do entorno. No mobiliário, a escolha seguiu por peças com linhas fluidas como a divertida e inédita composição criada com várias mesas de centro, que encanta os visitantes. Outro ponto de destaque no ambiente é a tecnologia. Com uma laser TV de 120 polegadas e sistema de projeção Short Throw 4k e som da marca inglesa Bowers & Wilkins(B&W), uma das mais conceituadas no mundo, a proposta foi permitir uma imersão no que há de mais representativo em qualidade de áudio e vídeo para pequenos encontros.

A dupla Evandro Melato Pabrício Amaral, fundadores do Studio 126 Arquitetura, com sede em Muriaé, a 312 km de BH, também participam pela primeira vez da CASACOR Minas. Para a estreia, eles escolheram prestar uma homenagem ao minerador, geólogo, empresário e grande incentivador da cultura e da arte, Osmar Puperi, fundador da Quartzito do Brasil. O Bangalô Bateia é um espaço completamente integrado ao exterior. A presença da pedra sabão, da madeira e do couro dão o toque atemporal, junto a peças de design, como o mobiliário assinado por Zanine de Zanini próximo à lareira, no lounge/ jardim. O destaque do ambiente fica por conta da banheira, esculpida em pedra sabão, que emerge do chão, propondo uma verdadeira desconexão com a vida urbana.  “Desde que iniciamos nossa trajetória na arquitetura sempre tivemos a CASACOR como referência e inspiração. Como é nossa primeira participação, tem sido muito singular. Recebemos feedbacks muito especiais de profissionais e do público, que absorveram nossa visão e se identificam com a linguagem do nosso trabalho”, ressalta Evandro Melato.

De Itaúna, a quase 90km da capital, Francisco Morais faz sua estreia oficial da mostra depois de uma bem-sucedida participação no projeto Janelas CASACOR Minas, promovido em 2020. “Estamos falando de um evento de relevância nacional, que apresenta tendências, destaca os grandes nomes do meio, e é referência para todos os apaixonados por arquitetura e interiores. Então, para mim, que tenho apenas 5 anos de carreira, é realmente um privilégio estar neste time. Um reconhecimento pela identidade que já construí, mesmo ainda estando no início da minha trajetória profissional”, sintetiza Francisco Morais.  Ele assina o projeto do Módulo 37, um espaço perfeitamente alinhado com a contemporaneidade. Construído em Steel Frame, método construtivo industrializado, o ambiente apresenta uma possibilidade de construção a seco, sustentável e muito mais rápida que o convencional. Com aproveitamento inteligente do espaço, o módulo é transportável, e se destaca pela multifuncionalidade. Apresenta soluções práticas, como o sofá do estar que se transforma numa cama, criando um dormitório, ou a bancada da cozinha atende aos momentos de refeições e home office.

Paninoteca, projeto de Gabriel Xavier e Pedro Sousa, da Duo Arquitetos, de Pará de Minas, apresenta uma arquitetura mais mediterrânea, com predominância de tons neutros e texturas mais naturais. Um dos pontos altos do projeto é o cobogó em adobe, desenhado pelos arquitetos, que resgata de forma muito coerente o tema central da mostra “A Casa Original”. A dupla também é estreante na mostra. Participar da CASACOR é uma experiência única e muito significativa para um escritório de arquitetura: a possibilidade de criar conexões, acompanhar as tendências e mostrar a identidade do escritório faz do evento uma vivência enriquecedora”, define Pedro Sousa.

Escritório da Diretora Criativa, projeto da Luoda Arquitetura, de Divinópolisfoi pensado como um espaço de trabalho moderno e inovador. Moderno, mas sem o apelo de uma pegada mais tecnológica, a ideia foi humanizar o interior com a presença de materiais naturais como a madeira e o couro, além de uma perfeita integração com a natureza que o circunda. O toque mais inusitado fica por conta de uma parede sensorial, que ocupa uma área de 3,3m x 2,6m. O trabalho em couro colorido é assinado pelo designer Rogério Lima, misturando paletas de inverno e de verão, como se o conjunto fosse uma cartela de cores ao alcance das mãos, inspirando quem trabalha neste ambiente. De acordo com Alessandra Oliveira, uma das fundadoras do escritório, participar da CASACOR abre uma nova perspectiva profissional. “É sem dúvida uma grande oportunidade de expor nossas ideias, ampliar network com colegas de profissão, fornecedores especiais e ter contato com consumidores  ávidos por  novidades e inspiração”, define.

Também de Divinópolis, o arquiteto e designer Francisco Oliveira é mais um nome estreante na mostra. Ele assina todo o projeto e algumas peças de mobiliário do ambiente Varanda do Bar, que também funciona como um mirante para a Serra do Curral. Para este projeto inspirado nos sertões, ele optou por trabalhar com tons terrosos, trazendo uma estética mais árida, como se tudo fosse modelado a partir da argila. Em destaque, a luminária São João, inspirada nas lanternas típicas de festas juninas, e a versão suspensa da poltrona Adélia, inspirada na escritora Adélia Prado.

Suíte das Pedras, de João Daniel, natural de Governador Valadares, também marca sua primeira participação na CASACOR. Para sua estreia na mostra, o profissional apresenta um conceito de arquitetura afetiva, que valoriza elementos naturais e destaca a beleza das pedras preciosas e dos minerais encontrados em Minas Gerais. Em um generoso espaço integrado, com 120m² ao todo, ele apresenta as riquezas naturais regionais, aliadas à inovação, tecnologia e ao convívio de um casal em busca de conexão constante com a natureza. Grande parte dos materiais utilizados são de produção regional e todos com certificados produzidos por indústrias que respeitam o meio ambiente.

A 26ª CASACOR Minas segue até 31 de outubro, no Palácio das Mangabeiras, em Belo Horizonte. Nesta edição a mostra conta com 47 ambientes, assinados por 71 profissionais das áreas de arquitetura, design de interiores e paisagismo. As visitas deverão ser agendadas em horário fixo, visando controle de acesso do público. A maior parte dos ambientes estará concentrada nas áreas externas, uma área ao ar livre com mais de 12 mil metros quadrados, possibilitando a visitação de forma segura, além de garantir a realização de um rigoroso protocolo. Uma nova tecnologia permitira que visitantes tenham acesso à mostra sem nenhum tipo de contato com outra pessoa, acessando o evento através de uma catraca eletrônica que capaz de fazer o reconhecimento facial cadastrado na internet no ato da compra do ingresso.

 

Sobre a CASACOR Minas

A CASACOR é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas e reúne, anualmente, renomados profissionais. Em 2021 chega à sua 26a edição em Minas Gerais e com mais de 20 eventos nacionais (Alagoas, Bahia, Brasília, Campinas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Interior de SP, Litoral de SP, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina) e seis internacionais (Miami, Peru, Chile, Equador, Bolívia e Paraguai).

SITE: www.casacor.com

FACEBOOK: www.facebook.com/casacorminas

INSTAGRAM: @casacorminas

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo