ComunicaçãoSaúde

Jornada Asas do Bem, da ABEAR, destaca em Brasília a importância da aviação para o transporte de órgãos para transplantes

Palestra de Alexandre Barroso, três vezes transplantado, integra dois eventos na capital federal

A Jornada Asas do Bem, série de palestras criada pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) para destacar a importância da doação de órgãos e a contribuição da aviação para viabilizar os transplantes, chega a Brasília (DF) na próxima terça (23) e quarta-feira (24). O evento integra a programação do Congresso de Emergências Médicas (COEM-BR), no dia 23, e de um encontro promovido pela Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn-DF) para estudantes e profissionais de saúde, no dia 24. Ambos os eventos são abertos ao público, mediante inscrição prévia (mais detalhes no serviço abaixo).

Lançada em 2018, a Jornada Asas do Bem já passou por 11 estados e o Distrito Federal, reunindo cerca de 1,8 mil pessoas em eventos realizados por hospitais, centrais de transplante e iniciativas sociais. A palestra é conduzida pelo publicitário Alexandre Barroso, que conta sua história de luta pela vida depois de três procedimentos de transplante (dois de fígado e um de rim). Além da importância sobre a doação, Barroso enfatiza também o papel da aviação para os transplantes. A ação é uma extensão do Asas do Bem, programa lançado em 2014 pela ABEAR para divulgar a importância do transporte aéreo gratuito de órgãos realizado pelas empresas aéreas desde 2001.

Eficiência e agilidade
Em 2018, cerca de 8,7 mil itens para transplante (órgãos, tecidos, equipes médicas, entre outros) foram transportados gratuitamente por aviões, sendo que aproximadamente 80% do volume é de responsabilidade das empresas associadas à ABEAR (os demais transportes são referentes a operações de outras companhias aéreas, voos privados e da Força Aérea Brasileira, ou transporte terrestre, por exemplo). O transporte aéreo contribui para que o Brasil tenha o maior sistema público de transplantes do mundo, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O esforço inclui, além das companhias aéreas, o Ministério da Saúde, a Central Nacional de Transplantes (CNT), o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), órgão do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), e operadores aeroportuários.

O diretor de Comunicação da ABEAR, Adrian Alexandri, ressalta que em um país com dimensões continentais a participação das companhias aéreas é de extrema importância para oferecer a agilidade necessária para que um órgão possa ser transportado de uma região para outra, mantendo as condições de conservação adequadas para cirurgia. “Além do benefício de conectar pessoas, o transporte aéreo traz uma série de efeitos positivos de caráter social e um deles é salvar vidas, com a agilidade na entrega dos órgãos para doação”, diz.

Depois de Brasília, a Jornada Asas do Bem visita São José do Rio Preto (SP) e Natal (RN) no mês de agosto. Confira no site asasdobem.com.br a agenda completa e informações sobre o projeto.

Serviço:
Evento: Jornada Asas do Bem no Congresso de Emergências Médicas (COEM-BR)
Quando: 23 de julho (terça-feira), às 14h30min
Onde: Auditório do Hospital de Base (SMHS – Área Especial, Q. 101 – Asa Sul, Brasília – DF)
Inscrições: entrada franca, mediante inscrição neste link. Vagas limitadas.

Evento: Jornada Asas do Bem na Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn-DF)
Quando: 24 de julho (quarta-feira), às 14h
Onde: Na sede da ABEn (L2 Norte, Sgan 603 – Conjunto B, Asa Norte, Brasília – DF)
Inscrições: entrada franca, mediante inscrição neste link. Vagas limitadas.

 

Imprensa ABEAR

Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar