Arte e LazerMídias

Primeiro álbum gravado ao vivo da Big Band Bixiga 70 chega pelo Selo Sesc

O disco digital traz repertório do disco Quebra-Cabeça e músicas de Cds anteriores

Com seu caldo musical variado, percorrendo gêneros como o jazz, música brasileira, latina e africana, a banda instrumental Bixiga 70 cativou fãs e os deixou ansiosos por um álbum ao vivo. Agora seus admiradores terão o tão esperado CD. O Selo Sesc lança em 3 de maio o digital Sessões Selo Sesc #5: Bixiga 70.  Gravado em janeiro deste ano em show realizado no Sesc 24 de maio, o disco traz o repertório de Quebra-Cabeça, cujas sessões se deram após um período de internacionalização da banda, que tocou em festivais, como SXSW em Austin (EUA), Glastonbury (Inglaterra), North Sea Jazz Festival (Holanda) e Roskilde (Dinamarca).

O som original, dançante, sem vocais e que se apoia fortemente na percussão e nos metais do Bixiga 70 está presente neste inédito álbum digital, cujo show teve o cenário e iluminação de Anna Turra e áudio de Bernardo Pacheco. Além das faixas do Quebra-Cabeça, o digital Sessões Selo Sesc #5: Bixiga 70 traz músicas de CDs anteriores como “100%13″do álbum Bixiga 70 III (2015).

Cuca Ferreira, saxofonista da banda, destaca que o grupo é uma banda de palco. “O ‘habitat natural’ do Bixiga70 é o palco. Nosso som se alimenta, cresce, e é praticamente dependente da energia que se estabelece entre banda e público nos nossos shows. Isso ficou claro para nós desde a nossa primeira apresentação em 2010. De lá para cá, foram quatro discos. Todos gravados no nosso estúdio. Agora, pela primeira vez, temos um desses shows gravado e lançado pelo Selo Sesc. Para não dependermos mais apenas das nossas lembranças.”

Formação

Bixiga 70 é formado por Cris Scabello (Guitarra), Cuca Ferreira (Saxofone Barítono e Flauta), Daniel Nogueira (Saxofone Tenor e Flauta), Daniel Gralha (Trompete), Décio 7 (Bateria), Douglas Antunes (Trombone), Marcelo Dworecki (Baixo), Mauricio Fleury (Teclados e Guitarra) e Rômulo Nardes (percussão).

Serviço:

#5 Bixiga 70 – Sesc 24 de Maio [repertório do CD]

1-Primeiramente

2-Quebra-Cabeça

3-4 Cantos

4-100% 13

5-Ladeira

6-Pedra de Raio

7-Torre

8-Areia

9-Ilha Vizinha

Ficha Técnica do Álbum

Técnico de PA do show: Bernardo Pacheco

Técnico de Monitor: Gustavo Potumati

Produção: Márcia Godoy

Assessoria de Imprensa: Patrícia Dornelas

Cenário e Iluminação: Anna Turra

Roadies: Junior Zorato e Fernando Pancho

Edição: Cris Scabello (Estúdio Traquitana)

Mixagem e masterização: Clement Zular

 

Sessões Selo Sesc

Atento à vasta programação musical circulante nas unidades do Sesc, o Sessões Selo Sesc surge com o intuito de disponibilizar registros sonoros de shows com boa qualidade e em formato digital através das plataformas de streaming (Deezer, Spotify, Apple Music, entre outras). Em formato bootleg, mas com excelente captação, mixagem e masterização, os álbuns reaproximam o público da experiência in loco e podem ser acessados a qualquer momento pela internet. No ar desde 2017, no projeto já foram lançados os álbuns de Orquestra Mundana Refugi (Sesc Consolação), Siba e a Fuloresta (Sesc Pompeia),  Metá Metá (Sesc Bom Retiro), Rahsid (Vila Mariana).

Selo Sesc

Criado há 15 anos, o Selo Sesc tem o objetivo de registrar o que de melhor é produzido na área cultural. Constrói um acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema. Em 2018 lançou dezenas de discos, entre eles “Debut” de Paulo Martelli, “A Paixão Segundo Catulo”, dirigido por Mário Sève, “Mar Virtual” de Eugénia Melo e Castro, “Viola Paulista”, dirigido por Ivan Vilela, “Tradição Improvisada”, de Nelson da Rabeca e Thomas Rohrer, “Cantos de Trabalho II”, da Cia. Cabelo de Maria e “Intuitivo”, de Itiberê Zwarg & Grupo”, “Jacob do Bandolim 100 Anos – Sentimento e Balanço”, de Joel Nascimento e Fábio Peron, “Blue Voyage”, de Raul de Souza e “Anaí Rosa atraca Geraldo Pereira”, de Anaí Rosa, além do Box de DVDs Movimento Violão, a série em DVD “O Som da Orquestra – Exército dos Metais”  e os lançamentos exclusivos para o digital: “Basa Black Bossa” de Alexandre Basa, Ilíada e Odisseia – Ritmo e Poesia e a série “Sessões Selo Sesc”, com gravações de shows ocorridos nas unidades do Sesc: #1: Orquestra Mundana Refugi, #2: Siba e a Fuloresta, #3: Metá Metá.

Este ano foi lançado no mercado digital o álbum Sessões Selo Sesc #4: Rashid.  O CD-livro São Paulo: paisagens sonoras (1830-1880) da pesquisadora, cantora, musicóloga e mezzo-soprano Anna Maria Kieffer, os CDs Duo + Dois (Fernando Melo, Luiz Bueno, Carlos Malta e Robertinho Silva), Construtores de Sons (Marco Scarassatti e Livio Tragtenberg), Universo (Grupo Rumo) e o DVDExército dos Metais, da série O Som da Orquestra.

 

Zumbido

Zumbido, uma publicação Selo Sesc, é a revista digital sobre música do Selo Sesc e está disponível no aplicativo mobile do Sesc em São Paulo (iOS e Android) e no Medium (sescsp.org.br/zumbido). A revista chega para discutir a música como linguagem, sem ignorar o componente afetivo que nos move ao dar o play num fonograma, baixar a agulha no vinil ou vasculhar o encarte de um CD. Com atualizações semanais, a revista serve como um espaço para reflexão sobre os diversos aspectos da cadeia musical. Para suas seções, são convidados compositores, escritores, jornalistas e músicos para a produção dos textos.

Nas redes

sescsp.org.br/selosesc

facebook.com/selosesc

twitter.com/selosesc

youtube.com/selosesc

sescsp.org.br/zumbido

Informações à imprensa:

Selo Sesc

Atelier de Imagem e Comunicação

+55 11 3087-6146

imprensaselosesc@sescsp.org.br

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo