Arte e LazerEducação

Em busca de apoiadores, Projeto Guri se une ao Catarse, maior plataforma de financiamento coletivo do Brasil

Com menos de R$0,70 por dia é possível contribuir para expansão do programa

Você sabia que uma pequena força é capaz de causar um enorme impacto na vida de milhares de crianças e adolescentes? Com o objetivo de buscar apoiadores, o Projeto Guri acaba de se unir ao Catarse. Trata-se da maior plataforma de financiamento coletivo do país, que auxilia na captação de recursos por meio de doações espontâneas.

Os valores arrecadados serão empregados na ampliação do Projeto e utilizados para a multiplicação de atividades que contribuem para a transformação da realidade e desenvolvimento de jovens em todo o Estado de São Paulo. Anualmente, mais de 50 mil alunos, entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA), são atendidos nos 336 polos de ensino distribuídos no interior e litoral paulista, administrados pela Amigos do Guri.

“Hoje, o Governo do Estado de São Paulo é nosso principal mantenedor. Mas também contamos com o apoio de mais de 30 empresas parceiras. Agora, queremos diversificar as possibilidades de arrecadação e buscar o apoio de pessoas físicas”, descreve Marina Funari, gerente de mobilização de recursos da Amigos do Guri.

Como funciona?

Para realizar uma doação é necessário acessar ao perfil da organização no Catarse (https://www.catarse.me/amigosdoguri). Nele, os interessados podem escolher a área que desejam apoiar.  Há possibilidades diversas, como o fundo de materiais didáticos, para capacitação de educadores, para aumentar a bolsa mensal dos alunos integrantes dos Grupos de Referência – que reúnem jovens em estágio mais avançado –, entre outros.

Os valores variam entre R$ 20 (o equivalente a menos de R$0,70 por dia) até R$ 4 mil (cerca de R$100 por dia), sendo este montante destinado à implantação de novos polos. “Colocaremos o nome dos nossos apoiadores no site do Projeto Guri como uma forma de agradecimento. Além disso, no final do ano, eles receberão relatório de prestação de contas sobre a organização”, afirma Marina .

Em 24 anos de história, o Projeto Guri transformou a vida de mais de 770 mil crianças e adolescentes por meio de cursos gratuitos de iniciação musical, canto coral e instrumentos musicais, fornecidos nos períodos de contraturno escolar. É uma política pública da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.  Nos polos do interior, litoral e Fundação CASA, é administrada pela Amigos do Guri, organização eleita a ‘Melhor ONG de Cultura’ e na lista das ‘100 Melhores ONGs para se doar’, de acordo com o ‘Guia Melhores ONGs – 2018’.

Sobre o Projeto Guri
Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 770 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri
Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Amigos do Guri administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: CTG Brasil; VISA; Bayer; WestRock;  Microsoft; VALGROUP; Supermercados Tauste; Novelis; Caterpillar; EMS; Capuani do Brasil; Pinheiro Neto; Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn; Grupo Maringá; AES Tietê; Faber Castell; Distribuidora Ikeda, ASTA; Mercedez-Benz; Supermercados Rondon; Castelo Alimentos; Raízen; Arteris; GRUPO GR; Pirelli; Tereos.

Amigos do Guri
– Assessoria de Imprensa – Máquina Cohn & Wolfe: 11 3147-7900
Stefane Braga | (11) 3147-7449| stefane.braga@maquinacohnwolfe.com
Patricia Oliveira | (11) 3147-7490 | patricia.oliveira@maquinacohnwolfe.com

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo
– Assessoria de imprensa

Stephanie Gomes | (11) 3339-8243 | stgomes@sp.gov.br

 

Máquina Cohn & Wolfe

Mylena Zintl | public relations
máquinacohn&wolfe | dig deeper. imagine more.
(11) 3147-7900 Ramal 7476

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar